Pedi, e dar-se-vos-á: Deus nos dá a oportunidade de ajudar o próximo em suas necessidades

Publicado: 26 de setembro de 2014 por Plínio em Sem categoria
Tags:, , , , , , ,

Pequenas considerações sobre o nosso papel assistencialista em ajudar o próximo. Algo tão esquecido e tão pouco pregado nas igrejas nos dias de hoje.

ajudar o próximo

“Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á. E qual dentre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra? E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente? Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem?”

Mateus 7:7-11

Este versículo é muito usado nas igrejas adeptas da Teologia da Prosperidade. De acordo com eles Deus dá tudo o que nós pedimos. Sendo assim, para termos o que quisermos, e geralmente é associado este querer a bens materiais, basta pedirmos a Deus.

Mas é bem interessante analisar este texto e veremos algo curioso. Seguindo o texto vimos:

“Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas. Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem.”

Mateus 7:12-14

Assim percebemos que Jesus diz que Deus atende aos nossos pedidos. E seguindo a sua pregação notamos que ele nos confronta para fazer-mos o que queremos que façam conosco. Acho um tanto curioso esta sequência deste sermão. Pois sempre me pareceu como Jesus ensinando que Deus nos dá a oportunidade de ajudar as pessoas necessitadas que precisam de nossa ajuda. Note que necessitados não se refere apenas a materialidade, mas sim qualquer tipo de apoio.

O mais curioso é como o texto se desdobra, o Caminho Estreito. Deve ser por isso que as pessoas são tão apegadas aos seus bens para as impedirem de ajudar o próximo, este é verdadeiramente o Caminho Estreito.

Oremos para sermos mais predispostos a ajudar nossos irmãos, assim como Cristo nos ensinou. Pois o mundo prega cada dia mais para estarmos presos a Mamom. Precisamos percorrer o Caminho Estreito, o caminho de amor e graça.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s