Um experimento capitalista

Publicado: 4 de outubro de 2016 por Plínio em Anarquismo, Economia
Tags:, , , , , , ,

um-experimento-escola-capitalista

Um professor de economia na universidade de Coimbra disse que ele nunca reprovou um só aluno antes, mas tinha, uma vez, reprovado os seus alunos mais empenhados.

Esta classe em particular tinha insistido que o capitalismo realmente funcionava: onde os ricos eram apenas aqueles mais capacitado para tal, e os pobres eram preguiçosos e não gostavam de trabalhar, e que a desigualdade social era “justiça”.

O professor então disse, “Ok, vamos fazer um experimento capitalista nesta classe. Ao invés de dinheiro, usaremos suas notas nas provas.” As notas poderiam ser livremente trocadas conforme as relações dos alunos, portanto seriam reguladas pela ‘mão invisível do mercado’, convertidas em tickets, e todos somente os mais aptos seriam aprovados. Porém , como na realidade os recursos são limitados, as notas assim também seriam. Para os vinte alunos teriam apenas 160 notas, ou seja, 160 tickets, sendo a nota de corte 7.

Antes das provas alunos poderiam negociar previamente suas notas uns com os outros, alguns poderiam ser pagos por coordenar equipes de estudos; e outros tiveram acesso a provas das turmas dos anos anteriores, que poderiam vendê-las. Porém alguns estudaram disciplinadamente para receberem as melhores notas. Depois da prova terminada, os alunos entregaram suas provas juntamente com os tickets negociados.

Na outra semana o professor trouxe o resultado. Os alunos que perderam tempo estudando não conseguiram altas muito altas, pois eles tiveram que pagar para alguns que não estudaram, porém contribuíram gerenciando grupos de estudo. E por incrível que pareça os que não estudaram, mas que venderam as provas dos anos anteriores, foram os que mais se destacaram.

Na segunda prova, aqueles que e não tinham ficado com um bom resultado na prova anterior, se esforçaram ainda mais estudando, para desta vez conseguirem bons resultados. Os que já estavam bem, ficaram tranquilos, até porque os tickets da prova anterior poderiam ser também negociados nesta segunda prova. Com tickets acumulados eles conseguiam aumentar os preços das provas dos outros anos, assim não era qualquer um que tinha acesso a estas provas.

Quando o resultado da prova saiu, aqueles que já tinham notas acumuladas, receberam mais notas ainda. E começaram a se prepararem para a terceira prova. Os acumuladores souberam apostar nos melhores indivíduos os grupos. Sim, eles apostaram quem teria os melhores rendimentos nas provas.

Com o resultado da terceira prova, o professor constatou que seria um bom momento para terminar o experimento. Pois apenas 1 aluno já havia retido 50% das notas de toda turma, ou seja, 80 notas, enquanto os demais estavam lutando para conseguir as demais notas. O resultado ficou claro que apenas um aluno conseguiu ser aprovado, e ele sempre fora um péssimo aluno, porém agora, ele soube especular, negociar e extorquir as notas.

 

Esta história é para refutar a falaciosa história “um experimento socialista”, muito popular entre conservadores. Estes capitalistas não entendem de economia, principalmente ao se usar um exemplo como este, onde compara a riqueza, que é limitada, com notas da escola que todos que estudarem podem tirar 10, onde o valor final não interfere no valor do outro.

No capitalismo, nem todos podem ter notas 10, nem todos podem ser milionários. E os resultados do acúmulo de riqueza tem mostrado que na realidade uma pequena parcela da sociedade pode ter sucesso, e que para se sustentar assim precisa depreciar os demais.

Anúncios
comentários
  1. Tudo isso se baseia na meritocracia, coisa esta que já foi rejeitada por liberais desde a época do sec 19.
    O capitalismo se baseia essencialmente em Legitimidade dos bens privados e liberdade de comercio e industria, não em meritocracia.
    E esta “mão invisivil” já foi desmentida por Carl Menger quando postulou sua teoria da Utilidade Marginal, onde mostra que não é uma “mão invisivil” mas sim o interesse das pessoas que regula o mercado.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s